Páginas

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O moleque que desvendou labirintos de Papel - Oficina de ressignificação de conceitos através da arte com jornal

Mais um momento de reconhecimento acadêmico da minha arte na Faculdade Amadeus. Atendendo ao convite da Ma. Alda Valéria, e contando com a colaboração de Danielle, promovi a oficina de ressignificação de conceito através da arte com jornal. Dessa vez, a contextualização acerca da arte em minha vida e da evolução da técnica foi explorada em forma de poema "O moleque que desvendou labirintos de papel".

É sempre muito gratificante apreciar a participação dos envolvidos, a movimentação para formação dos grupos, e principalmente, as discussões e definições para a produção das mandalas. Promover a vivência do trabalho em equipe nas suas fases mais básicas, explorando os perfis e qualidades pessoais é de fato, o objetivo principal dessa oficina.

Ainda que alguns vejam o ato de enrolar jornal como algo desprovido de teor acadêmico que promova o aprendizado, ainda que afirmem que "as pessoas estão cansadas de arte com jornal", continuarei acreditando em minha verdade. Seguirei acreditando no caminho que comecei a descobrir na minha infância e ainda continuo descobrindo, em cada oficina promovida, no contato com outras pessoas que também apreciam arte e com as quais troco informações, em cada peça aprimorada com o labor de quem se dedica a fazer o que ama.

Ao longo das nossas vidas, vamos aprendendo e dando significados diferentes às coisas, atos e palavras. Gratidão é um dos muitos termos que infelizmente sofrem com a banalização nos dias atuais. Sou muitíssimo grato a Néclea Dantas, "minha amiga de infância", que teve (e tem) a sensibilidade e humildade de partilhar o saber, ela é uma dessas pessoas especiais que apareceram em minha vida sem a pretensão de apenas absorver. Nossas conversas entre "cafés e vinhos" me fizeram perceber possibilidades infinitas de uso da arte. Sem o encorajamento e o chamado para o nascimento de 'Bianco', talvez meu trabalho-paixão ainda estivesse preso em 'Leráfia'. Bianco é um personagem fictício que mora no Reino de Leráfia.


Confiram os registros desse encontro  memorável.
Para ver todas as fotos cliquem aqui.















LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...