Páginas

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Que tal fazer uma historia em quadrinhos?!

A refletir sobre os usos das tecnologias em sala de aula me ponho a me questionar: "Será que a tecnologia que pretendo usar vai melhorar o aprendizado do conteúdo que quero usar?" Será que embutindo as tics conseguirei ser um agente transformador na vida de meu aluno?", essas e outros questionamentos devem ter a resposta sim, pois se me proponho a forma uma aluno crítico- reflexivo necessito de capacitações, e aperfeiçoamentos em minha formação, buscando sempre novas ferramentas educacionais. O professor passa para um patamar de orientador visando sempre o bem estar do discente, como um sujeito ativo e critico. Uma dessa ferramentas é o Hagá Quê, um software criador de historias em quadrinhos que possibilita a lúdicidade das crianças em cada etapa de construção. Assim como Hot Potatoes. Você que se propôs a fazer a diferença, planeje e faça, pesquise e inove sua prática pedagógica.



 É fantástico presenciar a emoção desses discentes executando algo diferente, pois apesar da forte influencia que sofrem com as mídias televisivas, eles entram em um mundo que eles tem livre arbítrio de manuseio, expondo sua imaginação e criatividade.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Grupo Diretoria Tecnológica


Da Tecnologia a Comunicação Educacional


O livro o que é mídia-educação no segundo capitulo que tem como subtema" Da Tecnologia a Comunicação Educacional" vem abordar  a importância das tecnologias na formação de professore alunos. Para que se possa criar um novo campo de saber com usuário, para torna lo ativo ,critico e criativo.














Porem surge um questionamento,sera que as tecnologias atuais que estão sendo inseridas para a sociedade contemporâneas, servem para formar cidadãos críticos e pensantes? será que abrange todos as maneiras de estudar,aprender e ensinar a todos os níveis? E em todas as circunstâncias importantes para o campo da educação e da construção de uma sociedade.
O que é necessário para compreender o impacto dessas tecnologias na sociedade nos processos e relações sociais, na produção e reprodução da sociedade? Que tipo de indivíduos e de trabalhadores em todos os setores sociais e econômicos exigem com o surgimentos das tecnologias?
Será que realmente as escolas informatizadas e on-line estão contribuindo para a formação de professores e cidadãos preparados para a transformações e exigências de uma sociedade que a todo momento sofre mudanças?
video





REFERENCIA:BELLONI, Maria Luiza. O Que É Mídia-Educação. 2ª ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2005.





(Discentes Braulio,Suzana,Samara,Beatriz,Isabel,Maciele,Samuel,Katia,Givanildes)





quarta-feira, 20 de abril de 2016

Os fascínios das mídias associados a educação

As intencionalidades da Mídia a propositadas pela educação

video
O terceiro capítulo do livro O que é mídia-educação da autora Maria Luiza Belloni "Ética e Estética" traz uma reflexão sobre as contribuições positivas e negativas no processo de socialização, o capítulo esta divido em pequenos tópicos como O papel da tv no processo de socialização;Violência;Sexualidade e Educação para as mídias; a autora busca desmistificar alguns preconceitos e mostrar quais as reais intenções por traz da telinhas.
A mídia educação ou educação na mídia, vem se tornando hoje um dos grandes desafios na sociedade, seja no ambiente familiar como no meio social, ela tem" objetivos amplos relacionados a formação do usuário ativo, crítico e criativo de todas as tecnologias de informação e comunicação", (p. 47).
A televisão tornou se uma das ferramenta mais utilizada pelos brasileiros sendo um meio de comunicação e informação de grande amplitude, sendo acessível não só ao ser adulto como o ser criança.Assim como essa ferramenta pode democratizar, mediatizar, unificar ela também pode tornar se um perigo na construção da socialização entre a criança e seu meio, alienando nas suas reflexões e críticas. A autora ressalta que todos esses fatores de assimilação vai depender exclusivamente da criança e como ela enxerga tais conteúdos .
“Os jovens, em sua maioria, consideram que aprenderam algo importante e sério pela televisão. Para eles, a telinha tem uma grande legitimidade, como fonte do saber, semelhante à da escola. É portanto, reconhecida como ator importante pelos próprios sujeitos desse complexo processo de socialização.” P. 31
A ética e estética nas mídias principalmente nos filmes e programas televisivos buscam nos meios pedagógicos  maneiras de atrair o público infantil e de outras faixa etária segundo a autora "é ilusório pensar que a mídia triunfante e poderosa irá renunciar a seu poder e se adaptar aos objetivos da escola" (p.44) ao contrário cabe as instituições apropriar se dessas mídias para favorecer suas praticas
pedagógicas,mostrando o outra lado das Tics. E vocês acham que as mídias podem mesmo modificar a visão sobre esses mundo tão globalizado e capitalista?

REFERENCIA:
BELLONI, Maria Luiza.Mídia- Educação:ética e estética.In :__ O que é mídia- educação.3ed. rev. Campinas, SP:Autores Associados, 2009. Cap 3, p 31 -48

( Discentes: Diana Soares, Geisy Emilly, Ilmara Santos, Katiele Araújo, Marcio Alves, Patricia Dias,Silmara Alves, Vilani Matos)




Reflexões Sobre a Mídia

Qual o seu poder social e sua atuação na vida do sujeito?


É irrefutável a ideia de transcender os limites da tecnologia no cotidiano do indivíduo ativou ou não na atualidade. O poder de alcance e de uso de qualquer meio de comunicação tecnológico é exuberantemente vasto, expandindo consequentemente a necessidade de maior número de conteúdo a expor, as informações.
Ao mesmo que as informações tendem a abranger de forma ilimitadamente cada vez mais públicos, também a mesma sofre por banalização midiática, simplificando seu conteúdo ao simples assimilação. (BELLONI. p.50). Surge então neste contexto a ideia de quantidade X qualidade, há simplesmente a preocupação em apresentar conteúdos, mas não de se aprofundar no mesmo.
Os recursos estão ligados diretamente com o desenvolvimento da criança nativa digital, pois é cada vez mais comum a TV, internet, jogos online serem as companhias de muitos. Assim, a mesma tecnologia midiaticamente ainda mais incluída no cotidiano do ser de forma continua e progressiva passa a ter lugar na vida subjetiva do sujeito.


A TV como pioneira e mais acessível meio de comunicação moderno, traz consigo grande carga de influência positiva e tanto negativa, a última associa-se a imerso processo de alienação de seus telespectadores, na tentativa incansável de desprover do senso crítico os seus. Dito feito, a idealização de um mundo perfeito aos olhos da sociedade contemporânea, uma reciprocidade mecânica e submissa do homem ao sistema capitalista.

(Seguinte, vídeos que enfatizam o que já dito anteriormente. Não há intenções  de agredir nenhum canal de mídia)





BIBLIOGRAFIA:
BELLONI, Maria Luiza. O que é mídia-educação. 3. Ed. Revista. Campinas, SP, 2009.
          Autores:
Adelmo Nascimento;
Geisiane lima;
Izabela Silva;
Maria Fabiana;
Maria Karoline;
Rausiane Oliveira.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

O QUE É MÍDIA - EDUCAÇÃO

NOVOS MODOS DE APRENDER





Constata-se uma crescente mudança nas novas ferramentas educacionais, principalmente na área tecnológica com o objetivo de formar educandos críticos e atuantes.Mas deve-se ter um cuidado diferenciado para que os mesmos não sejam meros usuários desses meios,sem ter uma metodologia apropriada em que se alcancem metas.








Em meio a tantos avanços, a área educacional exigi uma grande mudança e aperfeiçoamento de espaços  físicos ,com profissionais qualificados para atuar como mediadores. Com esta nova forma de educar a escola passa a ter papel fundamental na implementação desses recursos.




 Mas será que os órgãos públicos educacionais estão  dando suporte suficiente para as escolas desempenharem com êxito essa tarefa? E essas transformações educacionais estão sendo válidas e bem sucedidas quando postas em prática?

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
BELLONI, Maria Luiza.Mídia- Educação: O que é mídia- educação.3ed. rev. Campinas, SP:Autores Associados, 2009. 


Discentes:
Amanda
Gleisi
Jeane
Jeilma
José Veridiano
Ludmilla
Sabina
Taize
Thaynara 
Vaneilza.


domingo, 17 de abril de 2016

Mídia-Educação, uma discussão entre os futuros pedagogos das Fise

Para que a sociedade da informação seja uma sociedade plural, inclusiva e participativa, hoje, mais do que nunca, é necessário oferecer a todos os cidadãos, principalmente aos jovens, as competências para saber compreender a informação, ter o distanciamento necessário à análise crítica, utilizar e produzir informações e todo tipo de mensagens.
(BELLONI, p. 1081, 2009)

A mídia-educação é parte essencial dos processos de socializa- ção das novas gerações, mas não apenas, pois deve incluir também populações adultas, numa concepção de educação ao longo da vida. Trata-se de um elemento essencial dos processos de produção, reprodução e transmissão da cultura, pois as mídias fazem parte da cultura contemporânea e nela desempenham papéis cada vez mais importantes, sua apropriação crítica e criativa, sendo, pois, imprescindível para o exercício da cidadania.
(BELLONI, P. 1083, 2009)

quarta-feira, 2 de março de 2016

As TICs na educação – Uma discussão entre alunos do curso de Pedagogia das FISE

fonte da imagem: http://image.slidesharecdn.com/primeiraparte-110809195714-phpapp01/95/tics-na-educao-1-728.jpg?cb=1337650101

As novas formas de conduta social, advindas da evolução dos meios tecnológicos de informação e comunicação (TICs) trazem à tona novos paradigmas para o processo de ensino-aprendizagem. Como essas mudanças podem favorecer o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias para o indivíduo da sociedade moderna? É possível valorizar a autonomia do educando sem deixar de contemplar ambientes colaborativos de aprendizagem?


sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Homenagem ao dia dos Professores com os colegas das Fise

As aulas no curso de Pedagogia nas Fise são simplesmente revigorantes. No dia 15 de outubro, quando comemoramos o dia dos professores, convidei meus colegas para juntos fazermos uma homenagem. Reconheço meus alunos como colegas, são professores como eu, ainda que em formação.

Iniciamos o trabalho assistindo um vídeo bem humorado com o personagem Pateta da Disney. O título "Professor também é gente". Descontraímos rindo com os exageros das situações expostas no vídeo. Em seguida, foi exibido o vídeo com o poema "Ser Professor", que ajudou a promover momentos de reflexão.

Levei para a aula 4 cartazes, 3 contendo a ilustração de árvores secas com um lápis escrevendo a palavra 'educação' e um com o poema "Ser Professor. Meus colegas receberam folhas em branco e foram convidados a transformar as ilustrações dos cartazes atribuindo um novo significado. Os cartazes foram expostos fora da sala de aula, mas antes disso, fizemos uma avaliação ponderando a construção colaborativa dessa homenagem.

Retornei à "Leráfia" com o coração repleto de energia positiva. Me sinto orgulhoso e grato ao universo ao ver os sorrisos, os olhos brilhando, a movimentação na sala, a construção efetiva dos cartazes... comemorei o dia dos Professores fazendo o que mais gosto, trabalhando em equipe.

confiram o vídeo com o poema e as fotos desse momento sublime.





O início




O fim


O meio






































LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...